Mude Seu Idioma / Change Your Language / Cambia Su Lengua

domingo, 15 de fevereiro de 2009

14/02/2009 - Minha Professora

Depois de ficar órfã de professora, pois minha sempre e eterna mestra Semíramis vai se reciclar, fui conhecer a professora indicada por ela pra substitui-la.

O nome dela é DANIELA FERNANDES. Quando a ví, senti algo se transformando na minha cabeça. De um momento para o outro, como num passe de mágica, a procura q tinha até aquele momento a finalidade de não me deixar parada, voltou a ter uma importância transcedental na minha vida. Tal como quando vi Semíramis pela 1ª vez, na vila olímpica, quando estava me inscrevendo pra fazer Yoga e fui impelida à Dança do ventre, me vi de novo dançando, trajada de dançarina num palco na frente do público.

Desde o ínicio, a simpatia foi mútua e singela, até bem porque a Dani estava acompanhada de uma ex-colega de vila olímpica, a Isabela. Foi incrível.
Simplesmente, de atividade física a coisa voltou a tomar forma de estudo, com perspectiva de 2 workshops e as minhas tão esperadas e aconselhadas aulas de ballet (minha amiga Mariela Maia me aconselhou a paralelamente estudar ballet pra favorecer a Dança do Ventre), pois o espaço dela tem aulas de ballet e outras atividades.

A conversa flutuou entre piadas (do meu marido que também simpatizou muito com a Dani), discussões sobre profissionalização (último nível das aulas dela), teoria, ritmos, mais piadas, tattoos...
O auge de nosso encontro foi a noticia MARAVILHOSA de que ela ensina Tribal. Ali, eu acho que todo o sonho se consumou na minha alma: sempre quis fazer tribal, e ali estava a minha chance de unificar todo meu processo de aprendizado na dança.

Minha estória na Dança do Ventre não começa aqui. Começa numa certa vila olímpica, com uma pessoa q vai ficar pra sempre no meu coração: SEMÍRAMIS
Ela transformou o que era simples interesse em paixão. Me ensinou a amar e respeitar essa cultura milenar.
Agora, começa a minha estória de luta, aprendizado e dança, rumo a profissionalização.