Mude Seu Idioma / Change Your Language / Cambia Su Lengua

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Qual a Maneira Correta de se Estudar Dança do Ventre? (parte I)

Pessoas, tenho me deparado com um conflito existencial na dança, e q meio tá me tirando um pouco o sono. ESTUDO.

Já contei anteriormente pra vocês de como me iniciei na dança do ventre e citei a minha 1ª professora, Semíramis. Embora nossos estudos ficassem um pouco prejudicados pela demanda de um projeto de inclusão social, q tinha seu público de alunas e seus anseios pessoais enquanto projeto, sutilmente e com a tranquilidade que é peculiar à Semíramis, íamos aprendendo com ela todo o universo que envolve essa arte.

Quando o projeto de danças da Vila Olimpica Oscar Schmidt, na Zona Oeste do Rio de Janeiro acabou, me senti um pouco "orfã", mas a vida continua e caminhamos, porque a fila anda... Começa então minha maratona de busca a uma nova professora, porque embora Semíramis não tenha deixado de lecionar (ela tem um estúdio), nossos horários são meio incompatíveis, sem contar q é um pouco contramão o local do estúdio dela pra mim.

Cada professora com quem tive oportunidade de aprender tinha uma nuance própria, tanto de ensinar, quanto lidar com suas alunas. O tempo ia se passando e ainda não tinha encontrado quem preenchesse a lacuna deixada pela minha querida mestra.

Como o tempo infelizmente não está mais ao meu favor, resolvi empreender uma busca pessoal pelos estudos teóricos que estava sentindo falta. A internet é definitivamente uma ferramenta fantástica, mas ao mesmo tempo é meio que uma "terra de ninguém" no q diz respeito ao leque de informações. As redes de relacionamento como o orkut por exemplo, permite um vasto cabedal de informações, mas também permite QUALQUER INFORMAÇÃO, o que significa que não é muito difícil encontrar coisas totalmente sem noção, e ainda com a pretensão de serem "verdades absolutas" da cultura.

É inimaginável a quantidade de bobagens que você pode encontrar nos perfis e comunidades orkutianas. Tem horas que eu não sei se morro de rir ou caio em choro convulsivo!

Não vou aqui exemplificar bobagens que somos capazes de encontrar sem ter muito trabalho em procurar, porquê este não é meu propósito. Pra isso já temos bastante PSEUDO-SÁBIOS pra fazê-lo. Meu propósito e compromisso é com as informações corretas, não com abobrinhas internéticas.

Enfim, daí parto pra uma série de postagens e questionamentos sobre o assunto, e quem sabe ter uma luz do como devo me comportar enquanto profissional no futuro para preparar uma pessoa para a arte. QUAL É A MANEIRA CORRETA DE SE ESTUDAR DANÇA DO VENTRE?

  • É apenas dançar, dançar e dançar?
  • É buscar apresentações e eventos?
  • É se preocupar com indumentária, acessórios e tals?
  • É investir em workshops, participação em festivais, etc?
  • É investir em livros e revistas q falem não só sobre a arte, mas como tb a cultura em geral?
  • É se preparar para ganhar todos os concursos que puder?
  • É se preparar para ganhar um SELO PADRÃO DE QUALIDADE qualquer?
  • Ou serão TODAS AS ALTERNATIVAS ANTERIORES?
  • Será que é NENHUMA DAS ALTERNATIVAS ACIMA?

Deixo pra vocês essas perguntas no ar. Bauces!

Um comentário:

nanda salima disse...

Otimo Questionamento,amiga!!!
Muitas vzes me pergunto a mesma coisa.Na minha visão de professora,eu digo que a gente sofre...alunas de dança do ventre,não gosta de estudar partes teoricas,reclamam de fazer alongamento,e pior muitas vzes fazem meia duzia de aulas e acham que sabem tudo.Claro que não são todas!!!
Na minha visão como aluna,eu gosto de aprender,eu não me contento com pouco,eu quero sempre mais.Por isso e pesquiso,eu leio,eu assisto,e faço o que posso pra tentar aprimorar os meus conhecimentos.Mas isso é algo muito particular,cada um sabe de si.O que não pode é parar no tempo,é achar que já sabe tudo...NUNCA SABEMOS TUDO,alias,NÂO SABEMOS NADA!